O Clube do Remo voltou a vencer no Campeonato Paraense 2018. Na noite desta terça-feira (22), no Mangueirão, o Leão derrotou o Águia de Marabá por 2 x 0, em partida com alternância de momentos bons e ruins por parte do time remista.

O primeiro gol da noite saiu ainda na etapa inicial, logo no começo, com o atacante Felipe Marques. O gol que garantiu os três pontos azulinos saiu dos pés de Jayme, nos instantes finais do segundo tempo, em chute que não deu chances ao goleiro. 2 x 0.

Agora, os azulinos se consolidam na liderança do grupo A2, com seis pontos. O Águia segue com quatro, na terceira posição do A1. Na próxima rodada, o Remo faz clássico contra o Paysandu, no domingo (28), às 16h, no Mangueirão. O Águia receberá o Parauapebas, um dia antes, às 20h.


Remo dominante: O torcedor do Clube do Remo ficou entusiasmado com o rendimento do time nos primeiros 45 minutos contra o Azulão. Jogando o que não havia jogado até então, os remistas pressionaram os marabaenses e saíram do primeiro tempo em vantagem no placar, que poderia ser maior.

Desde a saída de bola, o time de Ney da Matta já assustava. Em esquema com quatro homens no meio e dois atacantes, os azulinos criaram muitas chances de gols e pararam na falta de capricho para finalizar ou em defesas do goleiro Bernardo.

Mas nem demorou muito para o primeiro gol saiu. Em jogada rápida na entrada da área do Águia, Felipe Marques saiu de frente para o goleiro e chutou com categoria, no canto, para a festa da torcida na arquibancada.

Enquanto o Leão seguia pressionando, o Águia demorava para acordar. Mas, quando acordou, quase empatou. Joãozinho driblou dois marcadores, mandou chute rasteiro e viu a bola raspar a trave do goleiro Vinícius, que já estava batido no lance.

Nos minutos finais, com postura mais cautelosa, o Remo deu espaço para o Águia chegar mais vezes ao ataque, mas o placar seguiu o mesmo até o intervalo.

Águia cresce, mas Jayme brilha: No segundo tempo, o bom momento azulino da primeira etapa não se repetiu, dando confiança para o Águia crescer na partida e ser muito perigoso nos primeiros minutos. O time de João Galvão esteve perto do empate logo que a bola voltou a rolar.

O melhor momento marabaense, o que se aproximou do empate, esteve com o atacante Felipinho, que entrara no segundo tempo. O jogador mandou um foguete de muito longe, mas a bola balançou a trave do goleiro Vinícius, que apenas pulou.

O Remo ainda sofreu um susto grande, na sequência. O volante Yuri, que havia entrando três minutos antes, foi expulso após cometer faltas seguidas. O jogador ainda estava com a braçadeira de capitão do time.

Mesmo com um a menos, a estrela do atacante Jayme brilhou. Na oportunidade que teve, o garoto azulino recebeu passe na grande área e mandou chute com muita precisão, no canto alto do goleiro, garantindo o alívio da torcida e mais três pontos para o Leão na tabela. 2 x 0.

(DOL)