Embora tenha se apresentado junto com o restante do elenco do clube, a situação do volante Rodrigo Andrade parece ainda não ter sido resolvida de vez. O representante do atleta, como tem ocorrido muito no futebol local, estaria questionando na justiça a liberação do atleta pela direção bicolor. Andrade, inclusive, já teria convite para defender o Vitória, da Bahia. O grupo de agenciadores do atleta alega que Andrade ficou três ou mais meses sem receber o que tinha direito no clube.

O volante não teria recebido os salários dos meses e o clube também não teria pago as férias e o direito de imagem ao jogador. Também não teria sido feito o depósito do FGTS. Assim sendo, o meio-campista tem, conforme a Lei Pelé, direito em rescindir contrato com o clube e ficar livre para se transferia para outra agremiação. Ocorre que o Papão, segundo informações extraoficiais, já teria feito todos os pagamentos, inclusive com a multa devida. O clube, erroneamente, não veio a público esclarecer os fatos.


(Nildo Lima/Diário do Pará)