Se antes o São Raimundo lamentava que quando saía para jogar fora de casa encontrava estádios acanhados e com gramados ruins, dessa vez não terá do que reclamar. A partir das 18h de hoje, o Pantera encara o Manaus-AM, na Arena da Amazônia. Será num gramado tão bom quanto o do Barbalhão que ele tentará fazer valer a vantagem conquistada no jogo de ida, quando venceu por 1 a 0.

O time paraense precisa apenas de um empate para seguir para a quarta fase da Série D do Campeonato Brasileiro. Ao Gavião do Norte só resta vencer para ainda ter chances. Mas, se a vitória amazonense for por apenas um gol de diferença, a decisão vai para as penalidades. O Manaus tem que vencer por uma diferença igual ou maior a dois gols para seguir adiante.


As duas equipes têm mudanças. O São Raimundo conta com os retornos do goleiro Bruno Colaço, recuperado de uma lesão, e o volante Dadá, que cumpriu suspensão automática. A ausência estará no banco, já que o centroavante Júnior Batata acertou sua ida para o futebol de Malta.

No Manaus, a ausência confirmada é do zagueiro Martony, expulso no jogo de ida. O meia Hamilton, um dos principais jogadores do time, também não deve jogar. Até ontem ele tinha apenas 5% de chances de estar em campo, pelo serviço médico.