OVila Rica pode até ser tricampeão da Segundinha, mas o Tapajós, um dos clubes mais novos do futebol paraense, não se importou com esse histórico. Ontem à tarde, no estádio Francisco Vasques, pelo fechamento da primeira rodada da competição, o time de Santarém meteu inapeláveis 3 a 0 no adversário, começando com moral a busca pelo acesso à elite. Os gols da partida foram marcados por Bernardo, Dedego e Elielton.

Veja as imagens


O técnico Lecheva, do Boto santareno, avalia que a estreia foi dentro do esperado. “A estreia foi boa, pelo placar e pela postura de todo o grupo durante o jogo, sempre buscando o resultado, mesmo com o gramado com a condição bem ruim”, comentou o técnico, que mesmo sem ter todos os jogadores que gostaria em campo, elogiou o desempenho da equipe. “Foi uma estreia bastante convincente, mesmo com a ausência de muitos jogadores como Jayme, Chaveirinho, Saimon, entre outros, que não entraram no BID, mas para o próximo confronto, com certeza, estarão em campo”.

Por outro lado, o técnico do Vila Rica, Erlon Lemos, ficou na bronca e acredita que o pouco tempo de treino prejudicou bastante a sua equipe. “Tivemos apenas dez dias para treinar e não teve entrosamento algum. Depois que tomamos o primeiro gol, parece que a equipe ‘arriou’. No segundo tempo, foi pior ainda, não tivemos condições físicas para nada”, avaliou o comandante, que ainda perdeu o lateral Vitor por causa de uma contusão.

Após a boa estreia, Lecheva ganha ainda mais tempo para treinar e afinar o time, já que o Tapajós folgará na segunda rodada da competição. Já o Vila Rica precisa correr atrás do prejuízo sem tempo nem para respirar. O time de Erlon Lemos enfrentará o Gavião Kyikatejê, que empatou com o Paraense, na estreia, em 1 a 1. O jogo será no próximo sábado (21), às 15h30, novamente no estádio Francisco Vasques.

(K.L. Carvalho/Diário do Pará)