Nem a vitória e o esforço mostrado pelo lateral-esquerdo fizeram com que os torcedores do Paysandu deixassem de “pegar no pé” de Mateus Müller na partida contra o Brasil. O defensor foi visado por alguns bicolores, que parecem não estar satisfeitos com a condição de titular do atleta. Após a partida, o técnico Dado Cavalcanti saiu em defesa do lateral, lembrando a importância do atleta, sem, no entanto, deixar de admitir que Muller precisa melhorar em alguns aspectos, que já estão sendo ajustados nos treinamentos do time.

“A maior virtude do Mateus Müller é que ele é destemido. Ele não corre do pau”, elogiou Dado, ao ser questionado sobre a situação enfrentada pelo lateral. “Ele tenta, ele arrisca. Ele vai para o drible mesmo”, prosseguiu. De acordo com Dado, nem o fato de o torcedor marcar Muller faz com que o atleta deixe de lado a ousadia que tem. “Não posso tirar a coragem que ele tem. Ele vai pra cima, vai errar, a torcida vai pegar no pé, na segunda ele vai lá e chuta a bola na trave. Então, ele vai criando as situações”, diz Dado.


Mas o técnico reconheceu que o lateral precisa de aperfeiçoamento. “Óbvio que precisa de um pouco mais de equilíbrio e que ele tenha um pouco mais de regularidade”, admitiu. “Mas temos de tomar o cuidado para fazer as correções sem tirar do jogador a confiança que ele tem”, arrematou Dado, que deve manter Müller no time titular.

(Nildo Lima/Diário do Pará)