Com uma proposta de jogo ofensivo para o duelo do final de semana, o grupo de jogadores do Remo foi confiante na tentativa de arrancar mais três pontos, dessa vez, fora de casa. Porém, o que se viu no estádio Adauto Moraes, em Juazeiro, foi time totalmente perdido e sem inspiração para competir de igual para igual contra o Juazeirense. Com poucas chances criadas para gol, a única alternativa encontrada pelos azulinos foi às bolas alçadas, mas sem muita efetividade, na pequena área.

Para os atletas, a segunda derrota em três jogos disputados na Série C, foi justa pelo que foi produzido em campo. “A gente não conseguiu jogar, a verdade é essa. Não conseguimos nos impor. O time deles foi feliz e mereceu. Agora é botar a cabeça no lugar e treinar essa semana, porque sábado já temos outra batalha pela frente”, disse o centroavante Isac, que pouco produtivo no duelo.


O goleiro Vinícius, que novamente foi o jogador mais atuante do Clube do Remo, também ficou na bronca pela pouca intensidade da equipe. Embora tenha salvado o time em alguns momentos, o arqueiro não conseguiu evitar o gol da vitória do Cancão de Fogo. Segundo o profissional, é extrair as coisas positivas do jogo e mirar em vitórias daqui para frente. “Futebol tem disso, às vezes ganha e outras perde. O nosso rival mesmo vinha de duas derrotas e fez bom jogo. É pegar o que temos de bom e focar no jogo dentro de casa, que lá somos fortes”, comentou.

(Matheus Miranda/Diário do Pará)