O técnico Juan Carlos Osório criticou de maneira contundente a postura da Seleção Brasileira após o confronto com o México, disputado nesta segunda-feira. De maneira diplomática, Tite protegeu o atacante Neymar diante da imprensa e evitou polemizar com o adversário em Samara.

Durante o segundo tempo, do lado de fora do gramado, Neymar tomou um pisão de Layun e ficou se contorcendo, o que não comoveu o árbitro Gianluca Rocchi. Insatisfeito, Osório não citou o camisa 10 diretamente, mas afirmou ser uma “vergonha para o futebol que se perca tanto tempo com um só jogador”.

Premiado como o melhor da partida, Neymar estava sentado ao lado de Tite na entrevista coletiva e foi questionado sobre as declarações de Osório. O técnico brasileiro, então, resolveu intervir: “A hierarquia se mantém: técnico fala com técnico, atleta fala com atleta. Respondo essa pergunta depois”.


Protegido pelo treinador, Neymar não precisou comentar as declarações do colombiano. Após a entrevista de seu pupilo, Tite adotou tom diplomático ao abordar o assunto. “Não vou responder ao Osório. Eu vi o lance e todos que estão assistindo, também. O vídeo está aí. Que tirem suas conclusões”, afirmou.

Ao analisar o desenrolar da partida, Tite chegou a citar Osório de maneira elogiosa. O México deu trabalho durante os primeiros minutos, mas a Seleção Brasileira passou a ditar o ritmo ainda na etapa inicial e decidiu na segunda metade com gols de Neymar e Firmino.

“Foi um grande jogo e aqui vai um elogio ao México e ao Osório, que fez um baita trabalho e é um baita profissional. Às vezes, é normal fazer um comentário no calor do jogo. Você tem que relativizar e contextualizar”, afirmou. “Há coisas mais bonitas para falar do que alguma situação do calor do jogo”, completou.

O post Tite protege Neymar e adota tom diplomático sobre críticas de Osório apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

Fonte: Gazeta Esportiva