O clássico mais disputado do mundo – com 751 partidas – é consagrado não só por ser o Rei da Amazônia, mas também pela grande rivalidade que cerca Remo e Paysandu. Entre tantas simbologias que existem no RexPa, mais uma foi evidenciada, desta vez a favor dos bicolores.

A Fiel Bicolor tem mais um bom motivo para comemorar a vitória de 3 a 1 sobre o Remo pela semifinal da Copa Verde, pois o Paysandu ultrapassou o rival em um importante quesito na história do “Superclássico da Amazônia”.


Com o triunfo bicolor conquistado no último domingo (6), no Mangueirão, o Paysandu alcançou a marca de 952 gols marcados e ultrapassou o seu rival, que fica atrás por um gol, 951.

Além disso, o Papão aumenta a sua hegemonia em relação ao rival, que não vence o Re-Pa há seis jogos e isso irá se estender até meados de fevereiro, quando os rivais devem se enfrentar pelo Campeonato Paraense.

Com a vaga assegurada na decisão, o Papão espera pelo vencedor de Cuiabá-MT X Goiás-GO, que se enfrentam no dia 23 de outubro, com o time goiano jogando pelo empate, pois venceu o primeiro duelo por 1 a 0.