corpo do ex-pugilista Gil Carvalho foi encontrado na tarde desta segunda-feira (23), após desaparecer na tarde do último domingo (22) e de forma trágica, o ex-campeão do boxe saiu de cena, mas Gil coleciona vários fatos ao longo da carreira.

Grande amigo de Gil, o treinador Zezé Macêdo, o Zezé do Boxe conta como foi trabalhar com Gil, ao ponto de conquistarem títulos importantes para o pugilismo paraense e até brasileiro.

“Começamos a trabalhar juntos em 1989, onde perdemos a primeira luta. Anos depois conseguimos chegar ao título brasileiro contra o paulista Claudio Pereira e no ano seguinte conquistamos o sul-americano em cima do argentino José Saldipia. Era determinado como atleta e como pessoa”, revela Zezé.


Gil Carvalho era lutador pela categoria ligeiro (até 63 kg) e Zezé revela várias histórias do ex-lutador, inclusive uma onde ele simplesmente abandonou o combate após castigar seu adversário.

“Ele estava lutando em João Pessoa (PB) quando ele estava massacrando um adversário. Isso era de uma forma tão monstruosa que o treinador ia jogar a toalha, mas para minha surpresa ele simplesmente vira as costas e abandonou a luta. Não trocamos uma palavra, mas o curioso foi depois quando ele me perguntou o que havia acontecido naquele combate”, relembrou o treinador.

Porém, a morte de Gil de Carvalho é encarada como tristeza por Zezé, que entende como um recado para os novos talentos do esporte. “A sua partida vai servir de exemplo para os jovens que estão surgindo no esporte para que não sigam o caminho do Gil, em relação as drogas”.

A família ainda não definiu horário de velório e sepultamento do ex-pugilista.

(Diego Beckman/DOL)